Obesidade Infantil e na Adolescência

Algumas pessoas falam que crianças obesas ingerem grande quantidade de comida. Esta afirmativa nem sempre é verdadeira, pois além de hábitos alimentares incorretos, o ganho de peso pode vir de inclinação genética, estilo de vida sedentário, distúrbios psicológicos, problemas na convivência familiar entre outros. Ademais, a obesidade não pode ser encarada apenas como um problema estético, pois é um fator de risco que acarreta o desenvolvimento de uma série de doenças como: diabetes, problemas cardíacos e a má formação do esqueleto.

Diante disso, se você está ou conhece alguém que esteja acima do peso, deve procurar ajuda médica.

Dicas para se prevenir contra esse mal:

  • Seguir uma alimentação balanceada.
  • Evitar o consumo excessivo de guloseimas.
  • Praticar atividades físicas.
  • Beber bastante água, a água é importantíssima
    no bom desempenho das funções do organismo.
  • Regular o tempo despendido nos diversos aparelhos eletrônicos.

 

Sem esquecer que o importante é estarmos bem com nós mesmos; ter um corpo legal depende do equilíbrio emocional e uma mente consciente.

Fonte: http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/obesidade-infantil.htm

medprevtaline2017